sexta-feira, 13 de maio de 2016

Por "motivos particulares", Damiris cancela participação na temporada da WNBA

Em breve comunicado em sua página no Facebook a ala-pivô Damiris Dantas confirmou sua ausência na atual temporada da WNBA.

Veja a íntegra da nota:

"Há alguns dias, eu havia anunciado a minha ida para mais uma temporada na WNBA, onde eu defenderia o Atlanta Dream. Infelizmente, por motivos particulares, de saúde familiar, eu tive de abrir mão da atual temporada para que eu pudesse estar mais próxima da minha família neste momento delicado. Não está sendo fácil, mas tenho certeza que dará tudo certo. Agradeço a compreensão e o carinho de sempre! Bjos".

5 comentários:

Anônimo disse...

Resumindo: ficou com medo de ir pra wnba. e aí vai ficar aqui nas asinhas da seleção. quando ela vai querer evoluir? Jogar aqui é fácil pra ele. damiris muito acomodada... que pena!

Anônimo disse...

As jogadoras brasileiras deveriam atuar como a Casanova, (as cubanas) de não jogar a toalha antes do jogo e entrar em quadra como umas derrotadas. Foi isso que a Casanova mostrou naquele jogo da semifinal contra Americana, foi buscar um resultado de diferença de 20 pontos. Mas ela nunca desistiu. Nossas jogadoras devem se espelhar nela. Agora no America tenho certeza que vai fazer um bom trabalho, afinal a Tainá teve a chance dela e não se empenhou, não deu o retorno que o Dornelas esperava dela. então tchau, tchau queria

Elian Conceição Luz disse...

Já é sabido que Damires além de uma excelente jogadora é muito importante para a sua família. Ela optou por prestar o apoio necessário a quem ama. Isso não é nada comodo. Um exemplo de coragem dentro e fora de quadra.

Anônimo disse...

Damiris é mimada, não respeitar seu contrato é um absurdo. Seu agente deveria proibir isso, falta de profissionalismo,enfim,cada um sabe onde a agua bate na bunda, dever estar ganhando muito dinheiro em Americana para recusar a Wnba. Iziane e Erika com muito mais crédito na liga americana nunca fizeram isso. Ou seja, fechou uma porta gigantesca, merece ficar no Brasil, jogando uma liga fraca que não vai acrescentar em nada ao seu basquete.

Anônimo disse...

Quanto anônimos com comentários inúteis. Ass: Fábio Amaral.