domingo, 21 de maio de 2017

I JOGA CLUBE ESCOLA - BASQUETE



A Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo, através da Coordenadoria de Gestão das Politicas e Programas de Esporte e Lazer –CGPE, estará realizando o I JOGA CLUBE ESCOLA (apresentação).

INSCRIÇÕES:
serão abertas para clubes e escolas de São Paulo.
Poderá ser realizado inscrição indivudal (integração)
A inscrição através do link online: https://goo.gl/xAa0o9


OBJETIVO GERAL:
Promover a prática de esporte através do festival de mini basquete para crianças de até 13 anos de idade, andantes e cadeirantes das escolas e clubes de São Paulo.
 
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Incentivar a prática do basquete
Fomentar a modalidade
Reunir clubes e escolas que praticam a modalidade para intercâmbio cultural e desportivo
Favorecer participação de atletas cadeirantes 
Promover momentos de alegria e diversão
Homenagear um atleta/ex atleta de basquete
Reunir professores e técnicos para troca de informações com profissional convidado
 
AS AÇÕES:
Cada equipe fará 3 jogos
Todos receberão medalhas
Serão montadas 3 quadras para mini basquete
Os jogos acontecerão simultaneamente
Serão realizados circuitos de fundamentos
Serão realizados brincadeiras: bandeja, lance livre e arremessos 
Será montado um espaço de Psicomotricidade
Terá uma palestra para os profissionais
Terá uma palestra para os pais
Dj e MC farão entretenimento com o público
 

EQUIPES
 
Integração
Para clubes e escolas que estão buscando incentivar a prática regular do basquete (as divisões das equipes serão realizados no inicio do evento)
 
Preparação
Para clubes que realizam um trabalho de preparação para competição.
 


quinta-feira, 18 de maio de 2017

Brasileiras no Exterior

WNBA

Phoenix Mercury 85 x 62 Indiana Fever
Nádia jogou apenas 1 minuto e não pontuou.

Atlanta Dream 81 x 74 Connecticut Sun
Damiris teve 13 pontos, 5 rebotes e 3 assistências em 25 minutos.

San Antônio Stars 74 x 89 New York Liberty
Érika teve 8 pontos e 3 rebotes em 23 minutos.

Liga Argentina

Rocamora 62 x 80 Union Florida
Sangalli teve 27 pontos, 7 rebotes e 2 assistências.
Tati Conceição teve 14 pontos e 7 rebotes.

Santo André contrata Luana, Tainá e Débora

Matéria aqui.

Em texto no Facebook, Magic Paula se manifesta sobre nova gestão da CBB


quinta-feira, 11 de maio de 2017

Jundiaí vence a equipe de Santos pelo Paulista



Com o retorno de Aline Moura e Gabriela Guimarães, que não atuaram na estreia do Campeonato Paulista, o Time Jundiaí de basquete feminino adulto venceu sua segunda partida na competição, ao fazer 75 a 64 no Clube Internacional, de Santos, fora de casa, na noite desta terça-feira.

Como o Portal Tudo já contou, as duas atletas ainda não estavam com a documentação regularizada, após uma passagem por Portugal. E elas mostraram que não estavam fora de forma, muito pelo contrário: foram bem em quadra, principalmente Gabriela, que terminou como cestinha da partida com 24 pontos e 12 rebotes, Aline fez 17 pontos e 11 rebotes e Mariana Dias 15 pontos e 6 rebotes.

Na primeira rodada, a equipe do técnico Luis Cláudio Tarallo havia vencido Osasco por 50 a 45. Nesta terça-feira, o time jundiaiense se impôs desde o começo e conseguiu ficar à frente em todos os quartos do jogo.

“Conseguimos impor um ritmo forte no jogo, com uma defesa agressiva proporcionando contra-ataques”, afirmou o treinador, satisfeito por bater um rival forte. “Foi uma vitória importante, contra uma equipe reforçada com jogadoras de seleção brasileira.”

A próxima partida da equipe será no sábado, dia 13, novamente fora de casa, contra Catanduva.

Catanduva volta às competições com derrota para Santos no Campeonato Paulista



O Poty/Bax/Catanduva foi superado pelo Santos FC/FUPES, na noite de sexta-feira (05 de maio), por 70 a 68 (39 a 31 no primeiro tempo), em duelo realizado no ginásio Municipal Dale Coutinho, na cidade de Santos (SP), válido pelo turno da fase inicial do Campeonato Paulista Feminino da 1ª Divisão – 2017. O duelo marcou também o retorno da equipe catanduvense as competições oficiais da Federação Paulista de Basketball (FPB).

A partida começou apertada, com a equipe santista levando ligeira vantagem no quarto inicial (21 a 19). No segundo, o time da casa, que conta com um elenco forte, reforçado e que vem trabalhando há um bom tempo, permaneceu no comando do marcador e aumentou um pouco a sua diferença no comando do marcador (18 a 12).

Na volta do intervalo, valeu a orientação dada pela técnica Fernanda Hartwig no vestiário, visto que o representante de Catanduva retornou com outra postura e igualou as ações, vencendo o terceiro período (14 a 22). Os dez minutos finais foram eletrizantes, com as duas agremiações lutando bastante pelo resultado positivo; com esse panorama, o time santista fez valer o seu mando de quadra e levou ligeira vantagem para sair com o resultado positivo (17 a 15).


Os principais nomes da partida foram Palmira Marçal (18 pontos, 07 rebotes e 02 assistências) e Letícia Rodrigues (16 pontos, 11 rebotes e 01 assistência – double-double), ambas pelo time da Baixada Santista; Natália Burian (18 pontos, 07 rebotes, 08 assistências e 03 bolas recuperadas), Monique Pereira (12 pontos, 06 rebotes, 02 assistências, 01 bola recuperada e 02 bloqueios), Fernanda Santana (12 pontos, 03 rebotes, 03 assistências e 01 bola recuperada) e Solange Silva (12 pontos e 05 rebotes), todas pela equipe do Interior. A estatística completa da partida pode ser conferida neste link: http://www.fibalivestats.com/u/CPB/603514/bs.html#ASFSK.

O próximo desafio do Poty/Bax/Catanduva será ao lado da sua torcida, no dia 13 de maio (sábado), às 18h00 (de Brasília), atuando no ginásio Municipal Anuar Pachá, na cidade de Catanduva (SP), diante do Time Jundiaí.


terça-feira, 9 de maio de 2017

Kelly, Débora e Monteiro são baixas no time do Uninassau

Leia na matéria da Folha de Pernambuco: Uninassau Basquete focará na formação de jovens durante o restante desta temporada

Clarissa vai reforçar o húngaro Sopron na próxima temporada



Depois de uma boa temporada no francês Bourges, a pivô Clarissa já tem destino definido para a próxima temporada.

A brasileira vai para a Hungria defender o Sopron, tri-campeão da liga local.

O time se prepara agressivamente para a próxima temporada.

Trouxe um novo técnico, o espanhol Roberto Iñiguez, que vem de temporadas destacadas no comando do russo Nadezhda Orenburg e é técnico da seleção de Montenegro.

O espanhol trouxe ainda para o time uma grande promessa espanhola (Angela Salvadores) e a estrela sérvia Jelena Milovanovic (ex-Avenida).

Há mais duas sérvias chegando: Tina Jovanovic e Aleksandra Crvendakic.

E estão confirmadas as renovações de Zsofia Fegyverneky e Yvonne Turner.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Aos 37, Simone Lima não pensa em parar (Diário do Grande ABC)

Link: aqui!

Campeãs em Americana, Tati e Sangalli já acumulam dois jogos na Liga Argentina


Na última terça-feira (02/05), as alas Tatiana Conceição e Izabela Sangalli se sagraram campeãs da LBF com a camisa do Corinthians/Americana.

A participação de ambas na fase final foi discreta.

Mas no sábado (06), ambas já iniciaram um novo desafio com uma nova camisa.

As brasileiras são agora jogadoras do Rocamora, da Liga Feminina Argentina.

Ainda sem entrosamento, as duas foram titulares na estreia contra o Lanus, com derrota por 68-52.
Izabela foi a cestinha de seu time com 11 pontos, 10 rebotes. Tati teve 3 pontos e 5 rebotes.

No domingo (07), elas já voltaram à quadra. Dessa vez foram derrotadas pelo Vélez, de Sandra Pavón (ex-Venceslau) por 69-64. Izabela teve 18 pontos e 9 rebotes. Tati, 13 pontos e 7 rebotes.

A experiência internacional tem significados diferentes na carreira das brasileiras.

Aos 35 anos, Tati já tem uma experiência prévia e bem sucedida na Liga Argentina.

Para Sangalli, trata-se da primeira experiência internacional. Aos 22 anos, pode ser a chance de uma reconexão com a confiança e a precisão que tem faltado à jovem aqui no Brasil. E uma oportunidade de evolução, assim como aconteceu no mesmo com a pivô Mônica Nascimento.

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Time de Clarissa é eliminado nas semifinais da Liga Francesa

Depois de estrear bem no play-off semifinal da Liga Francesa e embalado pelo título da Copa da França, o Bourges não maneteve o bom momento.

Com duas derrotas consecutivas foi eliminado pelo Montpellier, com os seguintes placares:

- 71-60, com 4 pontos e 10 rebotes de Clarissa
- 70-64, com 7 pontos e 10 rebotes de Clarissa


Érika fica com o título da Liga Espanhola



A pivô Érika voltou a ficar com o título da Liga Espanhola.

No play-off, seu clube, o Avenida, bateu o Girona por 2 a 1, com os seguintes resultados e números da brasileira:

(26/04) Avenida 71 x 51 Girona - 6 pontos, 8 rebotes

(29/04) Girona 79 x 75 Avenida - 10 pontos, 9 rebotes

(02/05): Avenida 67 x 49 Girona - 15 pontos, 5 rebotes.

FIBA diz que "reconhece esforços" da CBB, mas mantém seleção brasileira suspensa

Link: aqui

Santos contrata Palmira para o Paulista de Basquete

Link: aqui!

Corinthians/Americana bate Uninassau e fica com o título da LBF

Com grande atuação no segundo quarto, Corinthians constrói vantagem, segura reação do Uninassau e celebra título da LBF CAIXA no Jogo 5





E o grande campeão da LBF CAIXA 16/17 é o Corinthians/Pague Menos/Americana. Em uma verdadeira batalha digna de um Jogo 5, o alvinegro paulista fez um grande segundo quarto, abriu vantagem e controlou a reação do Uninassau Basquete, para vencer a partida decisiva por 73 a 66, nesta terça-feira (02/05), no Ginásio do Centro Cívico, em Americana (SP), coroando o título inédito da maior competição do basquetebol nacional.

Depois de abrir 14 pontos vantagem logo no início do último quarto (58 a 44), o Corinthians viu a equipe pernambucana reagir e cortar para até seis tentos a diferença (68 a 62). A bola que coroou a conquista alvinegra veio das mãos da armador Meli Gretter, que a 14 segundos do final, converteu um arremesso de 3 pontos e impediu quaisquer chances de virada por parte do Uninassau.

Agora sim! Depois de ser vice-campeão na temporada anterior, ao perder para o Sampaio Corrêa Basquete a decisão, por 3 a 1, o Corinthians deu a volta por cima, fez uma fase de classificação incrível, com 18 vitórias e apenas duas derrotas, e chegou ao título em uma série emocionante diante do Uninassau, saindo vitorioso, por 3 a 2.

A MVP das Finais da LBF CAIXA 16/17 não poderia ser outra além de Damiris. Com os 26 pontos anotados, que a fizeram a cestinha da partida mais uma vez, e os dez rebotes obtidos nesta noite, a pivô corinthiana fechou a série decisiva com médias de 24,0 pontos e 8,8 rebotes, líder nos dois quesitos.

“Ser campeã é fechar com chave de ouro. Os troféus individuais me motivam muito a cada dia e a cada treino. Estou muito feliz. Foi uma jornada perfeita em que eu não tenho que reclamar de nada”, declarou Damiris, a MVP das Finais da LBF CAIXA 16/17.

“Estou muito feliz, principalmente por terem tido cinco jogos, o que é muito bom e necessário para o basquete feminino. Eu estava muito nervosa, ansiosa, querendo muito ser campeã, mas acho que fui bem nos cinco jogos. Nosso time estava muito bem preparado e isso nos ajudou muito, então estou muito feliz. Foi uma final com várias emoções, mas perfeita”, completou a pivô corinthiana.

Outra atleta chave na conquista corinthiana, Meli Gretter esteve mais uma vez em alto nível. No controle do ataque alvinegro, a armador anotou 17 pontos, sendo 14 destes no segundo tempo, pegou seis rebotes e distribuiu duas assistências no quinto e último jogo da decisão.

Além das duas protagonistas, o Corinthians contou com a participação fundamental de outras titulares e reservas para sair vencedor do Jogo 5. Babi, com nove pontos, quatro rebotes e seis assistências, e Baker, com sete tentos e quatro sobras, contribuíram dentro do quinteto inicial, enquanto Joice, com sete pontos, e Êga, com mais sete tentos e sete assistências, vieram muito bem do banco de reservas.

“Estou muito feliz, principalmente por terem tido cinco jogos, o que é muito bom e necessário para o basquete feminino. Eu estava muito nervosa, ansiosa, querendo muito ser campeã, mas acho que fui bem nos cinco jogos. Nosso time estava muito bem preparado e isso nos ajudou muito, então estou muito feliz. Foi uma final com várias emoções, mas perfeita”, disse Babi, armadora do Corinthians.

domingo, 30 de abril de 2017

Com primeiro quarto arrasador, Uninassau bate Corinthians dentro de casa e leva Finais da LBF CAIXA para o Jogo 5



As Finais da LBF CAIXA 16/17 irão ao Jogo 5. Neste domingo (30/04), o Uninassau Basquete teve atuação incrível no primeiro quarto, construiu vantagem, e mesmo com reação do Corinthians/Pague Menos/Americana, saiu com a vitória, por 71 a 64, em Recife (PE), igualando a série decisiva em 2 a 2.

A quinta e decisiva partida das Finais da LBF CAIXA será na terça-feira (02/05), às 21h30 (de Brasília), no Ginásio do Centro Cívico, em Americana (SP), palco dos dois primeiros jogos da série, com mais uma transmissão ao vivo dos canais SporTV.

 O grande desequilíbrio da partida ocorreu no primeiro quarto. Com uma defesa agressiva, o Uninassau forçou cinco erros e um aproveitamento de apenas 13,3% do Corinthians na parcial. No ataque, Tássia, com cinco assistências, Kelly, com oito pontos, e Ariadna, com mais dez tentos, comandaram o time mandante, que saiu do período com vantagem de 20 pontos (26 a 6).

Apesar do grande início do Uninassau, o Corinthians chegou perto de encerrar a série neste domingo. Com Damiris inspirada, o alvinegro fez um último quarto dominante, encostou no placar, mas não conseguiu alcançar o time pernambucano.

Todo o quinteto titular pernambucano contribuiu de forma positiva para vitória da equipe nesta tarde. Casanova deixou a quadra com 19 pontos e nove rebotes; Ariadna foi responsável por 16 tentos e dez sobras; Tássia anotou seis pontos, pegou quatro rebotes e distribuiu cinco assistências; Tati marcou seis pontos e alcançou nove rebotes; e Kelly, em menos de 13 minutos, fez oito tentos.

“A palavra que simboliza nossa vitória de hoje é superação. Um jogo como esse de hoje se joga com o coração e é isso que nós fizemos. Final não tem desculpa, tem que entrar em quadra com tudo do melhor e tentar vencer o jogo de todas as formas possíveis”, disse Ariadna, do Uninassau.

Mais uma vez vindo do banco de reservas, Gil teve contribuição fundamental na vitória do Uninassau. Em 27 minutos de atuação, a pivô fez 16 pontos em 22 tentados e pegou três rebotes.

 Damiris novamente foi o grande destaque corinthiano na partida. Muito acionada, a pivô alvinegra saiu de quadra como cestinha do Jogo 4, com 27 pontos anotados, além de 11 rebotes alcançados.

A equipe paulista bem que tentou encerrar a série e chegar ao título no Jogo 4, mas ficou no quase. Além da pivô, outros destaques corinthianos foram Brandie Baker, que anotou 13 pontos e pegou 12 rebotes, e Joice, responsável por nove tentos, cinco sobras e quatro assistências.

“Final é final e sabíamos que seria difícil. Os três jogos anteriores foram muito equilibrados, infelizmente não deu e agora é jogar ao lado da nossa torcida em busca da vitória mais importante da temporada”, declarou Joice, armadora do Corinthians.

Sesc Piracicaba realiza exposição "Cesta! Uma Paixão Piracicabana"

Considerando a prática esportiva como importante constituinte de memória e afetos nas cidades, o Sesc Piracicaba abre oficialmente na próxima quarta-feira (3/5), às 19h30, a exposição  “Cesta! – Uma Paixão Piracicabana”. 
 
A visitação é gratuita pode ser feita até 27 de agosto, de terça a sexta, das 13h30 às 21h15 e aos sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 17h30. É possível também ser feito o agendamento de grupos para visitação por meio do sescsp.org.br/cesta.

Ambientada no Ginásio da unidade, a exposição homenageia o legado da bola-ao-cesto, posteriormente chamada de basquetebol e basquete, em Piracicaba, e reúne memórias iconográficas - fotografias, cartazes de torneios, premiações - a depoimentos audiovisuais com pessoas vinculadas ao esporte na cidade, em especial os torcedores, valorizando a modalidade e os espaços patrimoniais da cidade junto à vida de seus moradores.

Cesta! traça, por meio de um exercício afetivo, itinerários da modalidade na cidade desde sua chegada no ano de 1906 (através do estudante Otto Behmer), até a expansão da prática para colégios, clubes e grupos.
A exposição convida, desta forma, o público visitante a conhecer diferentes recortes e aspectos da modalidade em Piracicaba, afinal, entre ‘períodos de ouro’ e dificuldades financeiras enfrentadas em diferentes momentos, a modalidade mantém o legado inestimável na cidade e na história do basquete nacional, com a formação de suas ligas e equipes, a realização de uma grande quantidade de torneios e competições, e a presença e passagem de atletas como Wlamir e Waldemar Blatkauskas nos Jogos Olímpicos de 1960, em Roma (quando o Brasil ganhou a medalha de Bronze) e nos torneios sul-americanos de 1958/60/61, nos quais o Brasil foi campeão (também com a presença de Pecente).

Vale lembrar que o torcedor também carrega lembranças de atletas marcantes na cidade ao longo do século, caso de esportistas como Wlamir, Pecente, Helena e Heleninha, Magic Paula, Waldemar Blatkauskas, Zanon, Delci, Simone, entre inúmeros outros, ora em passagens pela cidade, ora descobertos e oriundos dos próprios times de base.
Além disso, impregnadas na cidade, estão também as lembranças sonoras das torcidas nos ginásios, os hinos de clubes cantados, as comemorações e os sons dos atletas e bola em jogo. Assim, resgatar as memórias de torcida junto à população e ao público frequentador da Unidade também é ampliar de maneira construtiva o impacto de tantas bolas encestadas em Piracicaba.

SESC PIRACICABA
Exposição - Cesta! Uma Paixão Piracicabana
Local: Mezanino do Ginásio do Sesc Piracicaba
Endereço: Rua Ipiranga, 155 - Centro
Abertura: 3/5, quarta, 19h30
Visitação: De 4/5 a 27/8. Terça a sexta, 13h30 às 21h15. Sábados, domingos e feriados, 9h30 às 17h30.
Agendamento de grupos: sescsp.org.br/cesta

sábado, 29 de abril de 2017

Corinthians vence Uninassau, faz 2 a 1 na série e fica a uma vitória do título


O Corinthians deu um grande passo para conquistar o título da Liga de Basquete Feminino (LBF). Mesmo atuando fora de casa, o Timão se impôs no último quarto e derrotou Uninassau por 80 a 68 nesta sexta-feira, em Recife. Com o resultado, a equipe de Americana (SP) fez 2 a 1 na série e agora está a uma vitória do título. O jogo 4 da decisão acontece neste domingo, às 12h, novamente no ginásio Wilson Campos - o SporTV transmite ao vivo. Caso o Uninassau vença, os times fazem a quinta e última partida da série na terça-feira, às 21h30 no Centro Cívico de Americana (SP).

Com 29 pontos, a corintiana Damiris foi a cestinha do duelo. Pelo lado da equipe pernambucana, a cubana Casanova liderou as principais estatísticas, com 18 pontos, seis assistências e sete rebotes.

INÍCIO EQUILIBRADO

O jogo começou equilibrado com muitas alternâncias no placar. Contando com a grande atuação da americana Baker, autora de oito pontos no período, o Corinthians se impôs nos minutos finais, indo para o segundo quarto com 20 a 13 a seu favor. 

Empolgado, o Timão tratou de aumentar a vantagem nos primeiros minutos do segundo quarto. Após uma cesta de três de Damiris, a equipe paulista fez 35 a 15, obrigando o técnico Roberto Dornelas a pedir tempo. O Uninassau reagiu depois da parada. Embalado pela boa atuação da cubana Casanova, o time pernambucano conseguiu diminuir a vantagem e ir para o intervalo perdendo por 39 a 27. 

Empurrado pela torcida, o Uninassau voltou para o terceiro quarto a todo o vapor. Mais consistente na defesa, o time pernambucano levou menos de cinco minutos para virar o jogo. A cesta da virada foi marcada por Ariadna - 42 a 41. O Corinthians acordou após o lance, voltando a equilibrar a partida. O duelo passou a ficar lá e cá, e os times foram para o último período empatados em 56 a 56. 

O quarto derradeiro começou com uma cesta de três de Tássia para as donas da casa. O Corinthians não se entregou e correu atrás de uma nova virada, mesmo com a equipe adversária administrando uma vantagem de seis pontos. A cinco minutos do fim, Damiris arremessou do garrafão e fez 64 a 63 para o Timão. O lance motivou a equipe visitante, que passou a se impor. A 1m20s do fim, Baker girou no garrafão e marcou 73 a 64 para o Corinthians. Com a vitória virtualmente sacramentada, as paulistas apenas administraram o resultado nos instantes finais até confirmarem o triunfo por 80 a 68.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Copa América sub-16 - Brasil 72 x 63 Estados Unidos



O grande momento dessa geração foi a vitória sobre a seleção americana na semifinal da Copa América sub-16 em 2015, impondo a primeira e única derrota das americanas na história da competição.

O placar final da vitória foi de 72 x 63 , mas as brasileiras chegaram a abrir 20 pontos de vantagem durante o jogo. Izabela fez 24 pontos, 7 rebotes e 5 assistências, Babalu 20 pontos e 12 rebotes, Clarissa 13 pontos e 3 assistências e Manu 9 pontos e 4 rebotes.

Em 2016 essa geração foi reforçada pelas armadoras Lays e Maria Paula, pelas alas Milena e Gabriela, pelas pivôs Licinara e Raphaella para a disputa da Copa América sub-18. Devido à crise financeira da CBB, agravada no ano passado, a participação brasileira correu o risco de ser cancelada por falta de dinheiro para as passagens aéreas. Apesar da falta de preparação adequada, a seleção brasileira fez um bom papel, conquistando a medalha de bronze e a vaga para a disputa do Mundial sub-19, que acontecerá em julho na Itália.

A participação das meninas do Brasil no Mundial segue indefinida devido à suspensão da CBB imposta pela FIBA e a decisão final vai sair em maio, quando os representantes das duas entidades voltarão a se reunir.

Enquanto torcemos para que essa história tenha um final feliz, com direito a participação brasileira no Mundial, com tempo para treinamento e alguns jogos amistosos preparatórios, vamos rever a épica vitória do Brasil contra os Estados Unidos.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Sub-17 Feminino da Apagebask/Guarulhos inicia Paulista de basquete com vitória



A equipe Sub17 feminino da Apagebask/Guarulhos venceu no último sábado (22) o time de São Bernardo/ Instituto Brazolin/ AFP/ Na Cesta III, por 73 a 20, em São Bernardo, em partida válida pelo primeiro turno do Campeonato Paulista. As pivôs Isabela Arnoni e Isabela Costa foram os destaque da partida ao anotarem 16 pontos cada uma.

De acordo com o técnico da equipe guarulhense, Dyego Maranini Cavalcanti, foi um resultado muito bom para o início do campeonato. “ Fizemos um ótimo trabalho no jogo contra São Bernardo. Uma vitória sólida fora de casa. Isso nos dá confiança. Mas o campeonato está no começo, temos muito que trabalhar. Estamos de parabéns por essa partida”, ressalta.

As atletas disputaram ainda, no domingo (23) pelo NCB (Nova Copa Basquete), na categoria adulta, contra a equipe Elite Basketball Vila Manchester. Em partida acirrada, perderam por 61 a 56, no Sesi AE  Carvalho.

Segundo Cavalcanti o resultado foi satisfatório. “ Foi um ótimo jogo, estou muito satisfeito com o desempenho do grupo pois é uma categoria adulta, na qual entramos para pegar experiência e melhoramos para o Paulista", conclui.

A equipe tri-campeã, voltará às quadras pelo Paulista, no próximo domingo (30), às 11hs contra UNIMED / CONTI COLA SEME ASSIS / SEME AVARE, no Ginásio Poliesportivo da FIG, na cidade de Guarulhos (SP).

terça-feira, 25 de abril de 2017

Érika inicia disputa da final espanhola a patir de amanhã

 O Avenida, de Érika, não teve muitas dificuldades nas semifinais na Liga Espanhola.

Despachou o Ferrol por 2 a 0 com  69-45 no primeiro encontro e 39-61 no segundo.

Atuações da brasileira:

(J1) 8 pontos, 9 rebotes.

(J2) 10 pontos, 9 rebotes.

O time encontra a partir de amanhã o Girona, pela decisão do título em série melhor de três.

O Girona também passou pelas semifinais com um pé nas costas, mas não venceu o Avenida na fase regular e tem um elenco mais modesto, cujos destaques são uma americana (Haley Peters) e uma nigeriana (Ibekwe).


Clarissa volta a se destacar na primeira partida das semifinais francesas

Com 16 pontos e 6 rebotes, a pivô Clarissa voltou a se destacar na França.

Dessa vez foi na partida fora de casa contra o Montpellier pela abertura das semifianis da Liga Francesa.

O Bourges venceu por 79 a 74.

Os times voltam a se enfrentar no sábado e, se necessário, na próxima terça.

Americana derrota Uninassau e empata série final da LBF



O Corinthians/Pague Menos/Americana provou estar mais vivo do nunca nas Finais da LBF CAIXA 16/17, e após perder a invencibilidade dentro de casa no Jogo 1, deu o troco de forma arrasadora no segundo confronto. Dominante a partir do segundo quarto, o time paulista bateu o Uninassau Basquete, por 78 a 57, nesta segunda-feira (24/04), no Ginásio Centro Cívico, e igualou a série em 1 a 1.

Depois de fazer um segundo quarto arrasador, com vitória por 28 a 9, o Corinthians voltou do intervalo com a mesma intensidade e tratou logo de matar as chances do Uninassau abrir 2 a 0 na série. Extremamente agressivas nos contra-ataques e aproveitando espaços no 5 contra 5, a equipe paulista transformou os 12 pontos de vantagem em 21 com menos de seis minutos de terceiro quarto. Após a boa sequência das mandantes, o time pernambucano esboçou reação, mas viu as comandadas de Antônio Vendramini voltarem a imprimir um ótimo ritmo, e não foi páreo.

 Em quadra durante os 40 minutos, Meli Gretter foi peça fundamental na vitória da equipe americanense. Acelerando e cadenciando o ritmo quando necessário, a armadora ditou o ataque do Corinthians, deixando a quadra com 19 pontos anotados, cinco rebotes conquistados e cinco assistências distribuídas.

A cestinha da LBF CAIXA 16/17 viveu mais uma noite inspirada nesta segunda. Foco do ataque corinthiano, Damiris teve atuação dominante tanto no ataque, com 20 pontos, quanto na defesa, com oito rebotes, duas bolas recuperadas e um toco.

Além das duas, o Corinthians contou com grande participação de seu elenco neste Jogo 2. As titulares Brandie Baker, com 14 pontos, oito rebotes e três assistências, e Babi, com nove tentos e mais três assistências, ajudaram muito o time, enquanto Êga, vindo do banco de reservas, foi responsável por 14 pontos e quatro sobras, além de uma grande colaboração defensiva.

“Entramos em quadra mais ou menos com o pensamento do jogo anterior, e isso não nada bom. Forçamos várias bolas, tentamos colocar demasiadamente a Damiris no jogo. A partir do segundo quarto encontramos nosso jogo, deslanchamos no placar e empurradas por essa linda torcida aqui não tem como mostrar outro desempenho que não este de hoje”, declarou Êga, ala do Corinthians, que deixou o Jogo 2 com 82,35% de aproveitamento no ataque.

Após vitória no Jogo 1, o Uninassau não conseguiu repetir o feito nesta segunda-feira. Quem se destacou pela equipe pernambucana foi Tati, cestinha do time com 18 pontos, além de três rebotes, e Kelly, responsável por nove tentos e sete sobras.
“Não fizemos um jogo bom hoje. Não conseguimos nem de perto mostrar o mesmo desempenho da partida anterior e perdemos. É claro que não saímos tristes daqui, já que conseguimos vencer pelo menos uma partida, mas fica aquele sentimento que poderíamos ter triunfado hoje e estar em um cenário melhor nas Finais”, disse Roberto Dornelas, técnico do Uninassau.

Após perder o primeiro quarto por 15 a 8, a grande vitória corinthiana foi construída ao longo das outras três parciais. O time paulista dominou o rival pernambucano em quase todos os fundamentos possíveis, como rebotes (35 a 27), assistências (18 a 7) e roubos de bola (12 a 5), deixando o Jogo 2 com uma eficiência incrível de 103 contra 50 do Uninassau.

As Finais da LBF CAIXA 16/17 agora seguem para Recife (PE), onde serão realizadas as duas próximas partidas. O Jogo 3 é nesta sexta-feira (28/04), às 21h30 (de Brasília), em mais uma transmissão ao vivo dos canais SporTV.