domingo, 26 de abril de 2015

ADCF Unimed vence e mantem as chances do tricampeonato



Com apoio intenso da torcida, que lotou o Ginásio de Esportes Mario Antonucci, no complexo do Centro Cívico, a ADCF Unimed venceu o América-PE por 78 a 73 (parcial de 38 a 34), na manhã deste sábado (25), no segundo jogo do playoff final da LBF (Liga de Basquete Feminino). A equipe de Americana empatou a série melhor de 3 e manteve as chances de conquistar o tricampeonato nacional - já foi campeã nas temporadas 2011/12 e 2013/14.

As equipes voltam a se enfrentar segunda-feira (27), às 18h30, novamente no Centro Cívico, já que a ADCF Unimed tem direito de decidir em casa em razão da melhor campanha ao longo de todo o campeonato. O ganhador fica com o título da temporada 2014/15.

A partida de hoje foi marcada pela disputa em alto nível e pela emoção nos instantes finais. A ADCF Unimed manteve-se à frente do placar a maior parte do jogo e chegou a abrir 12 pontos de vantagem no primeiro tempo. O América recuperou-se e a 2 minutos do final do terceiro quarto passou pela primeira vez à frente, indo para o último período com a vantagem de 54 a 53.

A ADCF Unimed reassumiu a ponta logo no início do quarto final. O período foi eletrizante, com vantagem mínima no placar. Nos instantes finais, uma cesta de 3 pontos da lateral Palmira Marçal selou a vitória da equipe de Americana, para delírio dos torcedores.

A jogadora mais efetiva da ADCF Unimed foi a pivô Clarissa Santos, com 18 pontos, 14 rebotes e 6 assistências. Também tiveram números expressivos a lateral Ariadna Felipe (17 pontos e 4 assistências) e a pivô Damiris Dantas (13 pontos e 7 rebotes). O técnico Antônio Carlos Vendramini ressaltou a força do jogo coletivo de sua equipe.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

São Bernardo estréia com vitória no Paulista Série A-2 Feminino

Notícias

 
Na tarde desta sexta-feira (24 de abril), a A.D.C. São Bernardo venceu a A.D.C. Bradesco, por 74 a 36 (30 a 18 no primeiro tempo), no CREC "Ubaldo Lago", na cidade de São Bernardo do Campo (SP), em duelo válido pelo turno do Campeonato Paulista Estadual Série A-2 Feminino, estreando com vitória na competição.
O campeonato prossegue no dia 01 de maio (sexta-feira), com a partida entre: A.D.C. São Bernardo X XV/Unimep/Amhpla/Selam, ás 16h00 (de Brasília), no CREC "Ubaldo Lago", na cidade de São Bernardo do Campo (SP).
 
Fonte: Rodrigo Favero Garcia - favero_garcia@hotmail.com

XV de Piracicaba vence na abertura do Paulista Série A-2 Feminino

Nesta quarta-feira (22 de abril), na abertura do Campeonato Paulista da Divisão Especial Série A-2 Feminina, o XV/Unimep/Amhpla/Selam venceu o SESI-SP, por 68 a 48 (30 a 18 no primeiro tempo), no Ginásio Municipal "Waldemar Blatkauskas", na cidade de Piracicaba (SP). A atleta Ana Paula Graciano Fernandes, da equipe piracicabana, foi a cestinha do jogo, com 19 pontos.
O campeonato prossegue nesta sexta-feira (24 de abril), com o confronto entre: A.D.C. São Bernardo X ADC Bradesco, ás 16h00 (de Brasília), no CREC "Ubaldo Lago", em São Bernardo do Campo (SP).
 
Fonte: Rodrigo Favero Garcia - favero_garcia@hotmail.com

Equipes fazem os últimos ajustes para o segundo jogo do playoff – final da LBF – 2014/15


Chuca Americana 300x280 Equipes fazem os últimos ajustes para o segundo jogo do playoff – final da LBF – 2014/15
A experiente Patrícia Chuca sabe que é tudo ou nada para a sua equipe neste segundo jogo final
O segundo jogo da série melhor-de-três do playoff – final da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15 está se aproximando e os dois times finalistas – ADCF Unimed/Americana e Uninassau/América – estão trabalhando arduamente para buscar a vitória. O duelo de número dois acontece neste sábado (25 de outubro), às 10h00 (de Brasília), no ginásio Municipal Centro Cívico, em Americana (SP), com transmissão ao vivo pelos canais SporTV.
O time paulista, comandado pelo técnico Antônio Carlos Vendramini, precisa da vitória para igualar a disputa e seguir com chance de conquistar mais um título da LBF. “Vamos fazer o possível e impossível nesse segundo jogo, até porque só a vitória nos interessa, mantendo as nossas chances de conquistar o título”, relata Patrícia Chuca, da ADCF Unimed/Americana.
“Jogar com garra, vontade e coragem o tempo todo será o nosso objetivo nessa partida decisiva”, acrescenta a experiente ala.
Já o representante pernambucano, dirigido pelo técnico Roberto Dornelas, garante a inédita conquista com um novo resultado positivo. “Trabalhamos forte durante a semana para tentar diminuir os erros que cometemos no jogo passado, já que mesmo vencendo tivemos algumas falhas em precipitações de bola. Além disso, analisamos as jogadas do time de Americana para anularmos os pontos fortes e estamos bastante ansiosas para chegar o momento do jogo e colocarmos em quadra tudo o que treinamos, visando o título”, analisa Tainá Paixão, do Uninassau/América.
Taina America 300x200 Equipes fazem os últimos ajustes para o segundo jogo do playoff – final da LBF – 2014/15
A armadora Tainá Paixão destaca o trabalho da equipe nos treinamentos da equipe ao longo da semana
“Temos que entrar com responsabilidade, pois queremos ser o campeão da LBF nesta temporada. Vamos entrar forte, independendo se o nosso adversário está ou não invicto em casa nesta temporada”, completa a armadora do time de Pernambuco.
No jogo que abriu a série final, disputada em Recife (PE), o Uninassau/América fez valer o mando de quadra e venceu, por 74 a 67. Se necessário, o terceiro jogo ocorre na segunda-feira (27 de abril), às 19h00 (de Brasília), novamente em Americana (SP), com transmissão ao vivo pelos canais SporTV.
Fonte: LBF

Recra confirma mais dois reforços


Weber Sian / A Cidade

Restando menos de 10 dias para a estreia na Série A2 do Campeonato Paulista, o time de basquete feminino ribeirão-pretano da Recreativa/ABEC/SME confirmou a contratação de mais dois reforços para a temporada 2015: as alas Sheila, ex-XV de Piracicaba, e Ana Carla, ex-São Caetano. A atletas já foram integradas ao elenco e deverão estar à disposição do técnico Márcio Marolo para o jogo de abertura diante do Classista, no próximo dia 2 de maio, no Ginásio Ignácio Luiz Pinto, em Ribeirão.

A equipe ribeirão-pretana já havia contratado a lateral Nathalia, destaque do XV de Piracicaba na última temporada.

Além da dupla, o time comandado por Márcio Marolo acertou a renovação de contrato das armadoras Aruzha e Ariane, das laterais Camila Jackson e Jennifer Sirtoli, e da pivô Issy.

No próximo domingo (26), a Recra fará a sua estreia na Liga Regional diante do Franca, às 11h, fora de casa. A partida serve para dar ritmo de jogo à equipe visando a estreia na Série A2 contra o Classista. “Esse jogo vai ser importante para dar ritmo e conjunto ao elenco, nossa intenção era iniciar o trabalho mais cedo, mas infelizmente não foi possível”, explicou Marolo.

Com o elenco enxuto - o grupo da Recra conta com oito jogadoras - e sem verba para viabilizar a chegada de novos reforços, Marolo prevê uma temporada bastante complicada para o time ribeirão-pretano.

“Nós estamos mantendo a equipe para não acabar. A condição que está sendo dada é mínima, vamos participar, é impossível falar em conquistas neste momento”, comentou o treinador. Além da Série A2 e da Liga Regional, a Recra também disputará os Jogos Regionais e os Jogos Abertos.

Fonte: Jornal A Cidade

terça-feira, 21 de abril de 2015

Com Roseli, Araraquara disputa Liga ARBRP





 Neste último domingo a equipe de basquete feminino de Araraquara, IRG/Fundesport Araraquara fez sua estreia na competição da Liga ARBRP/REVELAR, jogando no Ginásio da Pista a equipe que conta com a volta do técnico André Carrascoza e com a presença da campeã mundial Roseli Gustavo nas quadras, venceu a equipe de Matão por 60x47, com destaques para Priscila Abreu 15 pontos e Jacqueline Rosseti 14 pontos.

 A equipe que está no grupo 2 da competição adulta ainda enfrentará nesta primeira fase as equipes de Franca e Passos. O próximo compromisso é na cidade de Passos(MG) dia 17/5. 

A equipe mantida pela Fundesport conta com o apoio da academia Infinty Fitness para os treinamentos.

Jogaram pela equipe Araraquarense as atletas - Priscila, Jacqueline, Fabiana, Maria Paula, Dara, Daiana, Júlia, Verônica, Nayra, Roseli, Ana Paula e Leda.

Basquetebol feminino do XV inicia participação no Campeonato Paulista

Equipe piracicabana recebe o Sesi, nesta quarta, às 20h30, no Ginásio Municipal




A equipe de basquetebol adulto feminino do XV/Unimep/Amhpla/Selam entra em quadra nesta quarta-feira, dia 22 de abril, para a estréia no Campeonato Estadual da Divisão Especial Série A-2 Feminina. O adversário será o Sesi/SP, a partida tem entrada franca e começa às 20h30, no Ginásio Municipal de Esportes “Waldemar Blatkauskas”, em Piracicaba.

O elenco piracicabano do técnico Ariel Rodrigues treina forte desde o início da temporada e está confiante para uma boa estreia diante de sua torcida.

A atleta Ana Paula Graciano Fernandes (ala), de 1,75m que é natural de Piracicaba disse que o grupo está animado e ansioso para iniciar os desafios da temporada. “Estamos no ritmo forte dos treinos deste o início do ano e isso dá confiança na preparação para uma boa estreia e a conquista do resultado positivo.”
O técnico da equipe quinzista, Ariel Rodrigues, acredita no potencial da equipe, que tem a vantagem de estrear em casa. “A primeira partida é sempre complicada, mas estamos unidos e o objetivo é vencer para começar bem o campeonato.” – disse Ariel.
A equipe de basquetebol adulto feminino do XV/Unimep/Amhpla/Selam participa do Campeonato Estadual da Divisão Especial Série A-2 Feminina com as seguintes atletas: Kiara de Oliveira Soares (armadora/lateral), Jady Caroline Esteves de Sousa (armadora), Brenda Stephany Sousa Barboza (lateral/pivô), Raphaela Pompeo Christofoletti (lateral), Ana Paula Graciano Fernandes (ala), Ana Thais Matos Limoeiro (armadora), Fernanda Caroline Pinheiro Lú (pivô) e Carolina Nunes da Costa (ala/pivô). O técnico é Ariel Rodrigues e Marcus Vinicius Mendes da Silveira (assistente técnico).

Após a estreia em seus domínios, o elenco comandado pelo técnico Ariel Rodrigues viaja até a cidade de São Bernardo do Campo, onde enfrenta a equipe da casa no dia 01 de maio, às 16h, no CREC “Ubaldo Lago, o Baetinha”.

A terceira partida da equipe piracicabana pelo Campeonato Estadual da Divisão Especial Série A-2 Feminina, acontece no dia 13 de maio, às 19h, jogando contra o ADC/Bradesco, no Centro de Desenvolvimento Esportivo ADC Bradesco, em Osasco.

Em sua quarta participação pela fase classificatória da competição estadual, o elenco quinzista enfrenta o Divino/Jundiaí, na casa do adversário, dia 09 de junho, às 19h, no CECE “Dr. Romão de Souza”, em Jundiaí.

A equipe piracicabana volta a atuar em seus domínios em duas apresentações, dia 19 de junho diante da Recra/ABEC/SME e no dia 26 de junho contra o Internacional/Fupes, de Santos. As duas partidas estão marcadas às 20h30 e acontecem no Ginásio de Esportes do Clube de Campo de Piracicaba, com entrada franca.


Tabela da Fase Classificatória


Dia 22 de abril – 20h30 - XV/Unimep/Amhpla/Selam x Sesi/São Paulo
Local: Ginásio Municipal de Esportes “Waldemar Blatkauskas”, em Piracicaba.

Dia 01 de maio – 16h – São Bernardo do Campo x XV/Unimep/Amhpla/Selam
Local: CREC “Ubaldo Lago, o Baetinha”, São Bernardo do Campo.

Dia 13 de maio – 19h - ADC/Bradesco x XV/Unimep/Amhpla/Selam
Local: Centro de Desenvolvimento Esportivo ADC Bradesco, em Osasco.

Dia 09 de junho – 19h - Divino/Jundiaí x XV/Unimep/Amhpla/Selam
Local: CECE “Dr. Romão de Souza”, em Jundiaí.

Dia 19 de junho – 20h30 - XV/Unimep/Amhpla/Selam  x Recra/ABEC/SME
Local: Ginásio de Esportes do Clube de Campo de Piracicaba.

Dia 26 de junho – 20h30 - XV/Unimep/Amhpla/Selam x Internacional/Fupes/Santos
Local: Ginásio de Esportes do Clube de Campo de Piracicaba, com entrada franca.


Patrocinadores equipe feminina:
- Amhpla Cooperativa de Assistência Médica
Unimep, Universidade Metodista de Piracicaba
- Selam, Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Atividades Motoras
Apoiadores equipe feminina:
- Água Mineral Uba
- Bio Ritmo Academia
- Farmapira Ltda - ME
- Lavanderia Santa Clara
- Neurônio Adicional Web Marketing
- Rotisserie Dona Luiza

sábado, 18 de abril de 2015

Vídeos: USK Praha (CZE) é campeão da Euroliga Feminina e Villeneuve (FRA) da Eurocopa Feminina



Claudinha é homenageada em torneio escolar

Cidinha (Foto: Antonio Marcos)

Medalha de bronze nas Olimpíadas de Sydney, na Austrália, em 2000, Claudia Maria das Neves, a Claudinha, foi homenageada na rodada deste sábado, da Copa TV Tribuna de Basquete Escolar, realizada no ginásio do Rebouças, em Santos. Natural de Guarujá, a ex-armadora da seleção brasileira falou da importância do torneio estudantil e das chances do basquete nacional nas olimpíadas do Rio-2016.

– Na minha época de estudante nós tínhamos os Jogos Escolares, mas não existia a cobertura da mídia. Entendo que a divulgação da modalidade é um incentivo a mais para esses meninos e meninas se interessarem pelo basquete –afirma Claudinha, que atualmente trabalha com projetos sociais em Guarujá.

Sobre a homenagem do programa Corpo em Ação da TV Tribuna, afiliada da Rede Globo na Baixada Santista e Vale do Ribeira, Claudinha lembra o início no esporte e fala do orgulho de poder ter levado o nome da sua cidade natal para diversos cantos do mundo.

– Muito feliz pela lembrança, pois quando jogava fazia questão de dizer que era atleta da Baixada Santista e tinha muito orgulho disso. Sou de Guarujá, minha família é do litoral e adoro nossa região – agradece a ex-atleta, que foi revelada no Vila Souza, clube de Guarujá.

Claudinha fala também das chances do basquete brasileiro nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. Ela, que atuou em clubes da Europa e na liga norte americana, a WNBA, fala da evolução do basquete masculino e das possibilidades da Seleção feminina.

– Não basta termos atletas atuando na NBA, temos que ter uma liga nacional forte e isso está acontecendo no masculino com o NBB. Acredito que temos chance de pódio por conta da qualidade dos atletas e pelo fortalecimento da liga nacional. No feminino, com muito esforço, entendo que podemos chegar entre as seis melhores equipes, pois ainda temos que trabalhar melhor a LBF e a Seleção passa por reformulação – finaliza Claudinha.

Fonte: Globoesporte.com

Com Adrianinha precisa, América bate Americana e abre 1 x 0 na final da LBF

Veterana armadora marca duas cestas de três no fim do jogo e garante vitória em Recife por 74 a 67. América fica com o título se vencer próxima partida em Americana






O América saiu na frente na decisão da Liga de Basquete Feminino 2014/2015 ao derrotar o Americana por 74 a 67 (30 a 29 no primeiro tempo), neste sábado, no ginásio Wilson Campos, em Recife. Estreante na competição, a equipe pernambucana pode ser campeã no proximo sábado se vencer a segunda partida, desta vez em Americana. Às atuais campeãs só interessa a vitória para forçar o terceiro jogo, também no interior de São Paulo.


Érika final LBF América Americana (Foto:  Robson Neves/Divulgação)Érika invade o garrfão de Americana na primeira partida da final da LBF (Foto: Robson Neves/Divulgação)
Tiffany foi a cestinha da partida com 20 pontos, superando sua média de 17 por jogo. A veterana armadora Adrianinha, de 36 anos, marcou 16 e foi importante para conter a reação do Americana no final da partida. O  técnico Roberto Dornelas montou no América um trabalho defensivo suficiente para neutralizar as principais jogadoras adversárias. As pivôs Erika e Clarissa travaram um bom duelo no garrafão. A primeira apanhou 11 rebotes e marcou 13 pontos pelo América, contra 13 rebotes e 12 pontos da adversária. Duplo-duplo para as duas.  


Tiffany América x Ameriana, final da LBF (Foto: Robson Neves/Divulgação)Cestinha do jogo, Tiffany parte para a cesta na final entre América e Ameriana (Foto: Robson Neves/Divulgação)


- O jogo foi como esperávamos, já que o representante de Americana é um grande time e sabemos que a série vai seguir com esta mesma emoção na sequencia da série. Mas, vamos ao segundo jogo para trazer a taça a Pernambuco - disse Dornelas.

O início da partida foi marcado por erros de passes e arremessos dos dois lados causadas pelo nervosismo. O time da casa, apoiado pela torcida, melhorou na defesa e terminou o primeiro quarto em vantagem de 18 a 12. Mais tranquilas, as equipes diminuíram o rítmo no período seguinte. O América passou e errar mais e foi superada na parcial por 17 a 12, indo para o intervalo com vantagem de 30 a 29. Os times voltaram para a quadra com os ataques mais afiados. Depois de um início melhor de Americana, as anfitriãs dominaram o garrafão e repetiram a parcial do primeiro quarto - 18 a 12. 


O América abriu 10 pontos logo nos primeiros movimentos do último quarto - 55 a 45. Sem poder de infiltração, o Americana tentava reagir na base das bolas de três. Faltando 1min57, o time comandado por Antonio Carlos Vendramini diminuiu a diferença para quatro pontos: 66 a 62. Mas duas cestas de três de Adrianinha a 1 minuto do fim esfriaram de vez a reação do Americana. 
- Esta foi uma festa bonita, pois todo mundo compareceu e a nossa equipe está de parabéns pela luta e pelo desempenho neste primeiro jogo - disse Adrianinha.

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Equipe de Uberaba pode disputar a Liga Nacional de Basquete feminino

Uberaba pode ter equipe de alto rendimento representando a cidade em competição nacional, ainda neste ano. Trata-se da equipe de basquete feminino do Jockey Club na Liga Nacional de Basquete. E isso está bem próximo de acontecer. Como o estado de Minas Gerais não possui representantes na principal liga da modalidade, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel) está negociando com a Federação Mineira de Basquete (FMF) para que Uberaba tenha uma equipe na competição nacional.

Segundo Mário Fernando de Oliveira Neto, o Marão, diretor do Departamento de Esporte da Smel, na quarta-feira (22) haverá uma reunião entre os representantes de Uberaba e o presidente da FMB, Álvaro Cotta Teixeira da Costa. “Vamos apresentar ao presidente da Federação, o projeto para Uberaba voltar a disputar a Liga Nacional ainda esse ano, para a temporada 2015/2016. A nossa ideia principal é resgatar o basquete profissional, de alto nível, em Uberaba”, explicou Marão.

Se de fato entrar na competição, não será a primeira vez de Uberaba. A última participação foi em 2008. E desde essa data, Minas não teve nenhum representante disputando, segundo Marão. “Esperamos que a Federação seja nossa parceira. Fomos o único time do Estado a jogar o campeonato brasileiro. É grande a chance de o time voltar. Estamos mobilizando os empresários para apoiar o projeto, que abrange também o Triângulo Mineiro”, disse o diretor.

Além de estar à frente da negociação, a Smel dará todo suporte e estrutura para a nova representante de Uberaba. “Tivemos um passado brilhante no basquete feminino, e vamos retomar esse projeto que teve extrema importância no cenário esportivo de Uberaba. A Secretaria não irá poupar esforços para revitalizar o esporte de alto rendimento na nossa cidade, pois este também é um desejo do prefeito Paulo Piau”, disse o secretário de Esporte, Luiz Alberto Medina.

Fonte: Jornal da Manhã

terça-feira, 14 de abril de 2015

Após queda na LBF, Sport Recife planeja para tentar o bi-campeonato sulamericano.



O Sport contratou a ala Mariana (29 anos e 1,79m), e a ala-pivô Silvinha, (32 anos e 

1,85m) para a disputa do Campeonato Sul-Americano. As duas foram destaque na equipe 

(LBF). Elas são as primeiras contratações do grupo que está sendo reformulado para a 

disputa da competição continental  – que terá a primeira fase realizada em junho.


Ambas disputaram todas as 20 partidas de Venceslau na temporada. Mariana teve médias 

de 34 minutos e 13,7 pontos por jogo. Já Silvinha atuou em média por partida 32 minutos, 

marcando 11 pontos.


SPORT




“Já vínhamos monitorando elas através do rendimento na Liga. Foram os dois destaques 

da equipe. São jogadoras que têm perfil pro nosso estilo de jogo. Nossa equipe vai ser 

outra”, afirmou o técnico do Sport, Rildo Accioly.

Do elenco que disputou a LBF e também caiu nas quartas, o objetivo do Leão é manter

pelo menos duas jogadoras brasileiras. Das norte-americanas, a armadora Erica Wheeler é

a que interessa. “Ela tem a possibilidade de jogar a WNBA, então estamos esperando. Se 

não acontecer, tentaremos fazer com que volte.”

Segundo o técnico rubro-negro, há um leque grande de jogadoras estrangeiras à 

disposição. Por conta disso, o foco maior é contratar as brasileiras certas. “Estamos 

precisando fechar com mais duas ou três atletas brasileiras fora as estrangeiras. Além 

disso, teremos o retorno de uma ou duas do grupo.”




Fonte: www.http://jconlineblogs.ne10.uol.com.br/

segunda-feira, 13 de abril de 2015

América busca o ouro do arco-íris... e mostra que pode faltar americanas em Americana

Belo texto de Guilherme Kroll em seu blog "Ora bolas"




"Foi uma manhã colorida... e de muita festa no Sesc de Santo Amaro, em Recife.

O América (PE) confirmou sua força... e eliminou o São José (SP)...

vencendo o segundo jogo da série por 70 x 51...

e fará a final contra Americana (SP).

Teve bate-bate... buzina... bandeirão... e torcidas uniformizadas.

O América... que completou 101 anos de existência... é verde.

Sua torcida organizada veste verde...

mas a maior parte do público presente no ginásio recebeu camisas da UniNassau...

que eram amarelas.

Grande parte da comunidade tem enorme identificação com o Sport Recife...

e veste vermelho e preto...

A equipe do América... para conciliar tantas cores...

vestiu cor de rosa...

Foi um verdadeiro arco-íris...

e todos acreditam que existe um pote de ouro... ou de medalhas de ouro... no final do arco-íris.

Para dar mais um importante passo... em direção ao ouro...

o América iniciou o jogo de forma alucinante...

30 x 15 no primeiro quarto...

O São José topou correr... e isso não foi legal...

O São José marcava sem contato físico... e isso foi fatal...

O guerreiro Roberto Dornelas... técnico do América... elaborou inúmeras armadilhas defensivas...

e o São José não soube neutralizá-las.

Muita dobra no perímetro... e muito enfrentamento.

Nossas cinderelas joseenses... não perceberam que o basquete é tão complexo...

que nessas situações...

a atitude mais agressiva que se pode tomar... é recuar.

Um ou dois dribles para trás... abrem a defesa... criam espaços... e neutralizam as armadilhas.

Temos elogiado a evolução das pivôs de Americana...

mas percebi... ontem... uma grande evolução na atitude da pivô Nádia... do América.

É claro que temos que considerar o fato de que a Plutin (São José) não estava bem... e foi jogar no perímetro...

mas a Nádia... que não tem nada a ver com isso... pegou 13 rebotes... e anotou 6 pontos.

A gigante Érika arrebentou... 17 pontos, 14 rebotes... e muita alegria...

acho que isso é um triplo-duplo.

Já ouvi muita gente empolgada afirmando que Americana é favoritíssima ao título...

assim como Bauru... no masculino.

mas acho que estão todos errados.

Não existem favoritos...

e já escrevi nesse mesmo espaço...

quando as americanas do América... derrotaram Americana... que não tem americanas...

que pode faltar americanas... em Americana."

http://kroll-orabolas.blogspot.com.br/2015/04/america-busca-o-ouro-do-arco-iris-e.html?spref=fb


América-PE é o segundo finalista da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15


O Uninassau/América garantiu classificação a grande final da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15 ao derrotar o São José/Colinas Shopping, na manhã deste domingo (12 de abril), por 70 a 51 (42 a 31 no primeiro tempo), em partida realizada no ginásio Wilson Campos (SESC Santo Amaro), na cidade de Recife (PE), válida pela segunda rodada da série melhor-de-três do playoff – semifinal. Com este resultado, o time comandado pelo técnico Roberto Dornelas fechou a disputa semifinal com duas vitórias e nenhuma derrota.

O jogo começou corrido, com as duas equipes mostrando disposição. O time da casa, apoiado pelo seu torcedor, que compareceu em excelente número ao ginásio, conseguiu variar bem as ações ofensivas, além de marcar com eficiência, e, desta forma, levou vantagem; abrindo uma boa diferença já nos primeiros dez minutos (30 a 15), com boas presenças da lateral norte-americana Tiffany Hayes, da armadora Adrianinha Moisés e da pivô Erika de Souza, todas da equipe da casa.

No segundo quarto, o equilíbrio foi a tônica, já que o representante de São José dos Campos conseguiu concatenar melhor o seu ataque e marcou com mais eficiência, enquanto que a agremiação pernambucana não foi tão efetiva. Com isso, a diferença caiu um pouco (12 a 16), com a pivô Karina Jacob, do time visitante, conseguindo um bom rendimento.

Na volta do intervalo, o técnico Roberto Dornelas acertou a sua equipe, que trabalhou bem com a pivô Erika de Souza no garrafão e, assim, dominou as ações, já que o time do Vale do Paraíba não manteve o momento bom vivido no quarto anterior (13 a 05). Outro nome importante do Uninassau/América foi a também pivô Nádia Colhado, destaque nos rebotes.

No quarto final, com um ritmo mais baixo, a equipe da casa controlou bem o jogo e garantiu a vitória da classificação para a decisão (15 a 15).

Os destaques da partida foram a norte-americana Tiffany Hayes (21 pontos, 05 rebotes e 01 assistência), Erika de Souza (17 pontos e 14 rebotes – double-double) e Adrianinha Moisés (11 pontos e 04 rebotes), pelo time mandante; Isabela Ramona (11 pontos, 08 rebotes e 01 assistência), Karina Jacob (10 pontos e 07 rebotes) e Joice Coelho (08 pontos e 03 rebotes), em favor do visitante.
“Conseguimos a classificação a grande final, que era o nosso objetivo e agora vamos seguir trabalhando pensando na série final diante do time de Americana, que será bem difícil, mas vamos entrar forte”, comenta a lateral norte-americana Tiffany Hayes, do Uninassau/América.

“Certamente, vai ser uma série difícil, mas vamos nos preparar bastante. Tenho a certeza que será uma grande final”, completa a experiente armadora Adrianinha Moisés, ta,mbém da equipe de Pernambuco.

Na primeira partida, o Uninassau/América já havia vencido, por 81 a 51, mesmo atuando em São José dos Campos (SP).

Na finalíssima, o representante pernambucano vai encarar a ADCF Unimed/Americana, atual campeã da Liga de Basquete Feminino (LBF), que eliminou o Maranhão Basquete na outra série semifinal, também com duas vitórias e nenhuma derrota.

Finais

A tabela completa da série melhor-de-três do playoff – final da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15 é a seguinte:
18 de abril (sábado)
10h00 (de Brasília): Uninassau/América x ADCF Unimed/Americana, em Recife (PE) – SporTV
25 de abril (sábado)
10h00 (de Brasília): ADCF Unimed/Americana x Uninassau/América, em Americana (SP) – SporTV
27 de abril (segunda-feira) – se necessário
19h00 (de Brasília): ADCF Unimed/Americana x Uninassau/América, em Americana (SP) – SporTV

ADCF Unimed chega pela quarta vez à decisão da Liga



Pela quarta vez seguida, a ADCF Unimed está na decisão da Liga de Basquete Feminino (LBF) e vai em busca do terceiro título nacional. A equipe do técnico Antônio Carlos Vendramini fechou em 2 a 0 a série semifinal contra Maranhão com a vitória por 96 a 73 (parcial de 49 a 31 no 1.o tempo), na manhã deste sábado (11), no Ginásio Mario Antonucci, no complexo poliesportivo do Centro Cívico.

Campeã nas temporadas 2011/12 e 2013/14, e vice em 2012/13, a ADCF Unimed agora aguarda a definição de seu adversário na final, que sairá do confronto entre América-PE e São José dos Campos. Os jogos decisivos estão marcados para os próximos dias 18, 25 e 27 (se necessário). Por ter a melhor campanha de todo campeonato, o time de Americana faz a primeira partida fora de casa e depois joga diante de sua torcida.
 
A ADCF Unimed teve problemas no primeiro quarto do jogo de hoje e o Maranhão ganhou por 19 a 15 - durante o período, a vantagem maranhense chegou a 7 pontos. O segundo quarto, porém, foi determinante para a vitória da equipe de Americana. Com jogo consistente, o time de Vendramini envolveu o adversário e registrou a parcial de 34 a 12.
No segundo tempo,a vantagem da ADCF Unimed alternou-se entre 15 a 20 pontos, com superioridade incontestável. As americanenses venceram o terceiro período por 25 a 19 e as maranhenses ganharam o último por 23 a 22.
 
"Começamos o jogo de maneira ansiosa, querendo resolver logo e isso provocou nervosismo e alguns erros. No segundo quarto, a equipe se encontrou e jogou o basquete de qualidade que está acostumada a jogar, com defesa agressiva, chegada em transição e eficiência no ataque. Quando nosso time se encaixa, é difícil de ser contido", disse Vendramini. "Em alguns momentos, chegamos a baixar a guarda, o que é normal quando se abre boa vantagem, mas, de modo geral, estou feliz com a performance das meninas", acrescentou o técnico da ADCF Unimed.
 
As jogadoras mais efetivas da ADCF Unimed contra o Maranhão foram a lateral Karla Costa (17 pontos) e as pivôs Damiris Dantas (16 pontos) e Clarissa Santos (14 pontos e 13 rebotes - double double). Também pontuaram pela equipe de Americana as armadoras Joice Rodrigues (10) e Babi Honório (4), as laterais Ariadna Felipe (11), Palmira Marçal (10) e Patrícia Chuca (6) e a pivô Gil Justino (8).
 
As jogadoras da ADCF Unimed retornam aos treinamentos na tarde de segunda-feira (13), iniciando a preparação para a série final da Liga.