sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Barradas no baile


Amanhã (30/11/2013) começa a quarta edição da LBF, que será disputada por oito times (um a mais em relação a terceira edição).

A competição apresenta algumas novidades interessantes para a nova temporada: Hortência na função de diretora executiva, novos patrocinadores, a possibilidade de cada equipe contratar até três estrangeiras e o Jogo das Estrelas.

De fato a quarta edição surge promissora, com onze estrangeiras, oito atletas que disputaram a última temporada da WNBA, (Erika, Iziane e seis norte-americanas), entretanto algumas ausências serão sentidas no campeonato.


Micaela - campeã da LBF1

O primeiro nome que me ocorre é o de Micaela, atleta de 34 anos com diversas passagens pela seleção brasileira e pelos principais clubes do país.

A ala que jogou por Catanduva no Campeonato Paulista, ao contrário de suas colegas e do técnico Barbosa que na LBF irão defender o Maranhão Basquete, não foi integrada à equipe nordestina.

Mesmo longe do auge da carreira, quando era apontada pelos principais especialistas como a sucessora de  Janeth na seleção brasileira, acredito que em termos de campeonatos nacionais, Kaé ainda seja capaz de ter um bom rendimento.





Fabi - Recordista de títulos na LBF

Fabi Guedes é a única atleta bicampeã da LBF, mas até o momento também não fechou com nenhuma das oito equipes que estão ajustando os últimos preparativos para a competição.

Geisa atuou por quase uma década na Europa e voltou ao Brasil na última temporada, mas não foi muito aproveitada pela equipe de São José na LBF3. 

De qualquer forma, não se joga por tanto tempo um Campeonato difícil como a Liga Espanhola, se não tiver qualidade, por isso a pivô poderia também estar reforçando um dos elencos da Liga de Basquete Feminino.


Isis - Aposentadoria precoce

Isis parou de jogar após o encerramento da equipe adulta de Araçatuba.

Não sei qual foi o motivo, mas é intrigante o fato de uma atleta de 2,02m, com passagens pela seleção brasileira, se aposente antes dos 30 anos de idade.

Colega de Isis em Araçatuba, a ala Gilmara do Amaral era um dos destaques da equipe, tendo jogado também a LBF1 pela equipe de Joinville.

Apesar de ter feito uma boa temporada em Portugal esse ano, voltou ao Brasil e também não conseguiu uma oportunidade de jogar a LBF4.




Outras atletas que já participaram de edições anteriores da LBF, algumas com passagens por seleções de base ou seleção universitária também deverão ficar de fora da quarta edição da Liga Nacional de Basquete:


 















As cariocas Ivana e Camila Lacerda jogaram pela equipe da Mangueira a LBF1, Camila teve ainda uma passagem por Ourinhos e recentemente, as conterrâneas defenderam Presidente Venceslau na última edição do Campeonato Paulista série A-1, ao lado da Kika, pivô de 1,95m formada em Jundiaí, com participação no Mundial sub-19 de 2009 e atleta de Ourinhos na LBF3.



[6429[3].jpg]

A ala Djane, as irmãs Milena Santos e Júlia Santos que jogaram por Guarulhos a última edição da LBF e defenderam São Caetano no vice-campeonato do Paulita 2013 (Primeira Divisão), também não foram contratadas para jogar a próxima LBF.



As alas Jennifer Sirtoli (ex-Maranhão), Jennifer Souza (ex-Ourinhos), Ana Paula Graciano (XV de Piracibaca) e Michele Lopes (ex-Jundiaí) também ficaram de fora da atual temporada da Liga.

São atletas em busca de um lugar ao sol, que não encontram muitas oportunidades num mercado de trabalho cada vez mais restrito e difícil como se tornou o basquete feminino no Brasil. Espero sinceramente que elas não desanimem, continuem acreditando no sonho delas e possam ter a oportunidade de continuar jogando profissionalmente, pois com certeza são atletas que tem condições de participar de uma competição como a LBF.

Quanto mais atletas e clubes em atividade, maior serão as chances do basquete feminino voltar a ser o que já foi um dia, pois é da quantidade que se extrai qualidade.

Para encerrar, quem sabe alguma dessas meninas que eu citei ainda possa ter a sorte de receber um convite de última hora para participar da LBF4. Vou torcer para que isso aconteça, pois ninguém merece ser barrado e ficar de fora daquela festa que gostaria muito de participar.

6 comentários:

Anônimo disse...


ANONIMO
ANTES DE ESCREVER SE INFORME,MELHOR!!!MICAELA ESTA NO MARANHÃO BASQUETE!!!

Paulo Roberto disse...

Anônimo das 19:50,

Que bom! Fico feliz por ela, espero que outras meninas desse post também possam fechar com alguma equipe.

Só uma pergunta: Você sabe dizer porque o nome da Micaela não foi citado na apresentação da equipe do Maranhão Basquete?

Anônimo disse...

Também não vi o nome da Micaela

Anônimo disse...

JULIA NO SANTO ANDRÉ !!!!

Anônimo disse...

13 atletas citadas.....mais um time completo! uma pena, um desperdício, sem contar as atletas que estão em outros países, a grande maioria por saber que com a chegada em times adultos aí que a coisa "pega"!

apaixonado pelo basquete disse...

também ñ sei porque o nome da micaela não foi citado.pois o contrato foi assinado há 5 meses junto com o da jucimara dantas.
antes de irem para catanduva!