sábado, 28 de setembro de 2013

BRASIL x PORTO RICO

Hoje, as 19.45h, o Brasil busca a última das 3 vagas das Américas para o Mundial de Basquete de Turquia em 2014.

Tenham certeza que o jogo será completamente diferente daquele da estréia. Preparem o coração.






Começa o jogo e faltando 6.15 o Brasil não consegue executar suas jogadas. O placar indica 13 x 7, após Clarissa pegar um rebote ofensivo e marcar 2 pontos.

Brasil melhora e passa a frente em uma bola de 3 pontos de Adriana, Mas em bandeja, Cortijo retoma a liderança: 17 x 16.









Nádia entrou bem nojogo em ja tem 3 rebotes

Acaba o 1o quarto com Porto Rico vencendo por 1 ponto. 19 x 18.

Cmeça o 2o quarto com as seleções trocando cestas: 21 x 20 Porto Rico.

As bolas de 3 pontos caem hoje (já são 5 em 8) e o Brasil abre pela primeira vez 3 pontos.

Toco espetacular de Nádia (4 pontos e 5 rebotes). Junto com Tati (que tem 11 pontos) são os nomes do Brasil até agora.

Tati mete mais uma de 3 pontos, e o técnico de Porto Rico pede tempo. Placar 33 x 26 Brasil..

Porto Rico pára no ataque, e o Brasil já abre 12 pontos.




Acaba o 2o e o Brasil ganha por 38 x 28.

Apesar de ganhar, o Brasil ainda não faz a melhor das suas apresentações. Damires não está bem na partida (0 ponto, 0 rebote). O fato já observado pelo treinador que já conversou em particular algumas vezes.

Tivemos 8 erros conta 4 de porto Rico, e nas roubadas de bola, tivemos apenas 2, contra 7 das advesárias.

Pelo lado positivo, melhoramos muito nos arremesso de 3 pontos (60%), além dos 100% nos lances livres (4/4). Melhoramos também nos rebotes: 20 no total.

Prova de boa marcação no 2o quarto foram 4 bloqueios - um espetacular de Nádia.



A partida começa a reiniciar por causa de um probleminha no aro em que Porto Rico atacava. Sera que agora o Brasil fará a festa nesta tabela?



Começa o 3o quarto.

O Brasil volta bem, e ja faz 45 x 32. Com menos de 2 minutos jogados, Porto Rico já pede tempo.

Tati continua sendo a melhor jogadora do Brasi: 14 pontos, 5 rebotes e 2 assistências. Karla também está com boa atuação

No ataque, Adriana comete sua 3a falta.

Linda infiltração de Adriana e a vantagem sobre para 15.

Nádia comete sua 4a falta e Damires entra em seu lugar. Placar 48 x 34 faltando 5.39.

A diferença cai perigosamente para 10 pontos.

Damires dá um toco e evita que Porto Rico diminua mais a diferença.

Graças a um rebote ofensivo, Brasil pontua com Clarissa, e numa boa defesa, recupera a bola partindo ao ataque, mas Karla comete infração e Porto Rico tem nova posse.

Brasil desperdiça ataque e Clarissa comete sua 3a falta.

Acaba o 3o quarto e o Brasil vence por apenas 9 pontos: 53 x 44.






Damires consegue pontuar na primeira investida do Brasil neste último quarto. Em seguida a menina mostra que se recupera na partida dando mais um toco.

Adriana comete sua 4a falta e é substituida por Débora.

Graças ao péssimo aproveitamento de Porto Rico no ataque, o Brasil segura os 10 pontos de vantagem, mas o jogo começa a ficar novamente perigoso.

Faltam 5 minutos para acabar o jogo e o placar é de 59 x 47, depois de mais uma bola de 3 de Tati (já tem 18 na partida)

Nádia sai com 5 faltas, e a diferença cai para 10 pontos faltando 2.20

Posse de bola para o Brasil. Faltam agora 1.42 e a Turquia está próxima.

ACABOU!!!!!

O Brasil vence Porto Rico por 66 x 56 e conquistou a 3a e última vaga das Américas para o Mundial de Turquia em 2014. Agora só faltam conhecer as representantes da Ásia, em outubro.

Os destaques foram Tati Pacheco com 18 pontos, 5 rebotes e 5 assistências, Clarissa com 15 pontos e 13 rebotes. Adriana contribuiu com 11 pontos.












11 comentários:

MeninoBionico disse...

Está começando bem!
PERDENDO!
8 a 5..

Anônimo disse...

gente, onde tá passando o jogo?

MeninoBionico disse...

Os comentários do Bira são os melhores.
Agora, o que é essa Débora?
para que o Zanon tira a Adrianinha quando ele tem NADIA e KALA em quadra?
Era a chnce de virar.
Agora, CLARISSA e DAMIRIS, hora que mais precisamos delas, falharam.
E o brasil vai tomando.
NÁDIA salvando o garrafão brasileiro da verginha.
SEPULVEDA carregando as brasileiras em falta.

Basqueteiro... disse...

Preciso desabafar!

Infelizmente, tudo aquilo que o Zanon trouxe no começo de seu trabalho com a seleção feminina, ele jogou por ladeira abaixo. Toda aquela energia nova de renovação, de novidades, de inovação na filosofia de jogo, ele jogou pela lixeira.

Nos dois principais jogos (semifinal e final) da seleção na Copa América ele foi totalmente tradicional. Totalmente ortodoxo. Não revezou (minando a confiança das meninas novas), deixando as mais jogadoras mais experientes extenuadas.

Infelizmente, a Adrianinha não acrescentou muita coisa ao grupo. Era melhor ter apostado mais tempo de jogo na Débora e na Tainá, para ao menos irem ganhando mais tarimba e experiência.

Se era para deixar a Chuca no banco, melhor seria ter levado uma outra jogadora mais nova para, pelo menos, ganhar experiência de banco (risos).

Até a Damiris estava irreconhecível. A comissão técnica de alguma forma tirou a confiança dela. Não soube trabalhar o seu psicológico.

Foram erros atrás de erros da comissão. Insistia em deixar a Adrinianha em quadra, que cometia um erro atrás do outro (passes). Aí, quando colocava a Tainá ou a Débora, elas já estavam sem confiança ou desmotivadas.

Faltou leitura de jogo da comissão técnica (diga-se Zanon) para tentar mudar as estratégias de jogo durante o decorrer do mesmo.

Nossa sorte foi que Porto Rico é um time limitadíssimo, senão teríamos perdido, assim como perdemos de Cuba que tem um time um pouco melhor.

Teve momentos dos jogos que eu pensei: "Nossa, o Zanon se transformou em um segundo Barbosa? O que aconteceu com aquele cara que tinha chegado com fôlego novo da renovação?".

Outro aspecto que achei que pegou muito mal foi o fato dele ter cortado três jogadoras novas e levado a Adrinianha, a Chuca e a Karla. É como se ele tivesse falado para as que sairam: "Não confio em vocês" e as novas que ficaram devem ter ficado extremamente desanimadas.

Infelizmente, o vinho virou vinagre. Azedou! E se continuarmos assim, não iremos muito longe no próximo mundial.

Cristiane Lima disse...

Parabéns, meninas!

Fusca disse...

Ufa! Que sufoco, mas valeu a experiência e rumo a Turquia!

Anônimo disse...

Menino biônico, "melhor" do que os comentários do Bira, somente ou seus "comentários".

Anônimo disse...

Parabéns ao Zanon, comissão técnica e todas as meninas pela classificação ao mundial! Gostamos muito das novas que jogaram esta copa américa, agora já temos uma seleção nova com muita personalidade Débora, Tatiane, Patrícia, Damiris, Clarissa e Nádia. Vamos resgatar o nosso orgulho quando o Zanon imcorporar nesta seleção ainda a Ramona, Sangali, Sassá a Maria Carolina. As mais velhas que me desculpem mais chega, já contribuiram o que podiam, obrigado!

Anônimo disse...

débora arrasou jogou como uma veterana...segura, solidária, sem cometer erros....o maior importante que é a vaga veio....parabéns meninas e comissão técnica....

Anônimo disse...

Anônimo das 09:41 concordo com tudo que vc escreveu. Sem mais nada a acrescentar.

MeninoBionico disse...

ah tá, sem Adrianinha e Karla, não teria esta vaga para o Mundial.
Vcs tem que parar de achar que renovação é ficar colocando menina nova pra jogar no adulto.
Experiência e bagagem elas ganham jogando cada categoria!
Esse papo de renovação burra cansa.
Todo mundo sabe que precisa mesclar experiência e juventude.
Olha a seleção americana! O que o Zanon está fazendo é aumentando o número de selecionáveis.