domingo, 15 de junho de 2008

Brasil conquista vaga para a quinta Olimpíada

Photobucket




Barcelona (1992), Atlanta (1996), Sydney (2000), Atenas (2004) e Atenas (2008). A seleção brasileira feminina de basquete, patrocinada pela Eletrobrás, garantiu pela quinta vez seguida a participação nos Jogos Olímpicos. Na última partida do Torneio Pré-Olímpico Mundial, disputado na Telefônica Arena de Madri, o Brasil ganhou de Cuba por 72 a 67 (34 a 34 no primeiro tempo), com 22 pontos da cestinha Micaela. A principal pontuadora cubana foi Amargo, com 17 pontos. A delegação brasileira retorna ao país nesta segunda-feira (18h10), desembarcando no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo (Ibéria 6821).

— Acredito que a equipe mostrou confiança o tempo todo. Prestamos atenção aos detalhes que o Bassul nos passou sobre as cubanas. A chave para ganhar de Cuba foi a superação e o trabalho de equipe. Cada uma sabia do seu papel e se esforçou ao máximo para desempenhá-lo da melhor maneira possível. Superamos todas as dificuldades para conseguir essa vaga e o grupo está de parabéns — comentou a ala Micaela, que vai participar pela primeira vez dos Jogos Olímpicos.

— Não podíamos ficar fora da Olimpíada. Deixamos tudo o que aconteceu nos últimos dias do lado de fora porque sabíamos que era um jogo muito importante. Valia muito para todas nós, mas valia ainda mais para o Brasil. A equipe se fechou, se uniu ainda mais e lutou por essa vitória. Mostramos a nossa força, não nos entregamos em momento algum, mesmo nos momentos mais complicados. Valeu todo o sacrifício, todo o empenho, foi sofrido, mas foi merecido. Agora é trabalhar muito para chegar fortes na China e lutar por uma medalha — comentou a pivô Kelly que foi medalha de bronze na Olimpíada de Sydney (2000) e quarto lugar em Atenas (2004).

— Acreditei o tempo inteiro que essa vaga seria nossa. Sinto como se tivesse envelhecido uns dez anos, mas adorei cada segundo. Caímos numa chave forte, tivemos várias aposentadorias, lesões, dispensas, mas nada disso tirou o foco no objetivo. Tínhamos duas opções, nos deixar abater ou mostrar que somos fortes, capazes de vencer. Viemos com um grupo renovado, que jogou sobre muita pressão e se saiu muito bem. Estou orgulhoso dessa equipe. Hoje nos merecíamos ganhar — analisou o técnico Paulo Bassul, que foi assistente técnico nos Jogos de Sydney (2000) e Atenas (2004) e agora vai dirigir o Brasil pela primeira vez.

BRASIL (19 + 15 + 11 + 27 = 72)

Claudinha (5pts), Karla (11), Micaela (22 e 7 rebotes), Êga (2) e Kelly (10 e 7 rebotes). Depois: Mamá (9 e 9 rebotes), Natália (3), Chuca (6) e Franciele (4). Técnico: Paulo Bassul.

CUBA (16 + 18 + 13 + 20 = 67)

Gelis (5pts), Amargo (17), Ávila (3), Boulet (14), e Plutín (16 e 12 rebotes). Depois: Fernández (6), Soria (0), Casanova (6), Noblet (0) e Oquendo (0). Técnico: Alberto Zabala.

9 comentários:

Anônimo disse...

PARABENS AS MENINAS DO BRASIL !!!
Confesso que estava descacretido, mas valeu, CUBA VAZA;;;

AGORA UM RECADO PRA IZIANE... COM ELA ENCHE A BOCA PRA FALAR QUE TEM CONTRATO NA WNBA, VOU DEIXAR MEU RECADO EM INGRES...

IZIANE, FUCK YOURSELF, NOW YOU WANT TO BUY TICKET TO WATCH THE OLYMPICS GAMES.... RSRSRSRS, JA QUE UMA JOGADORA QUE É, QUE NAO PODE FICAR NO BANCO APLAUDINDO SUA EQUIPE, VOLTA PRO MARANHAO E VAI CATAR COCO.....

A MINHA DUVIDA AGORA É A SEGUINTE, NATALIA OU ADRIANINHA, DESERTORA NUMERO 2? eu quero ver a Natalia na Olimpieda, embora nao tenha bagagem internacional, ela pode oferecer mais ao Brasil a longo prazo, e eh uma jogadora de marcacao forte e de grande velocidade. GO BRASIL, IZIANE, STAY IN WNBA.. WE DON'T NEED YOUR LITTLE BASKETBALL....

Magic Gracy disse...

Acho q so o fato de estarmos na competiçao é algo fabuloso!Sinto pela seleçao cubana,acho q elas tbm mereciam mto essa vaga...mas a chave foi dificil e deu o q deu.Me senti incrivelmente feliz com nossa vitoria,alguns estavam desacreditados com a seleçao principalmente depois da baixa q tivemos...mas eh como disse a Kaé foi uma conquista q advem da superaçao e mereciamos!Dou meus sinceros parabens a todas as garotas q lutaram ateh o fim com tdas suas forças pelo pais.Muito obrigada por mostraram q n existe UMA ESTRELA ,mas q cada uma d vcs é a ponta dessa estrela chamada cooperaçao,coletivismo e humildade =**

Murilo Guerra disse...

Fiquei muito feliz com a classificação brasileira hoje!!! Essa geração não merecia ficar marcada por ficar de fora das Olimpicas... Jogadoras guerreiras e de muita qualidade como Karla, Franciele e Micaela têm muito a crescer e brilhar pela seleção!!!
Iziane continuará sendo uma estrela solitária e nada mais do que isso!!! Vejo a classificação do Brasil como uma vitória da coletividade!!! Parabéns a todas!!!
PS>>> Karla não pode mais sair da seleção!!!

Anônimo disse...

Valeu IZIANE !

Olímpiadas pra vc agora só pela TV.


Rodrigo Bacher

Marcos disse...

Valeu Meninas!!!!
Valeu Bassul!!!!!

Anônimo disse...

Será que a Iziane não está se "remuendo" agora ?

Pois só poderá assistir suas companheiras disputar o MAIOR EVENTO ESPORTIVO DO PLANETA !


Leonardo Schneiders

Anônimo disse...

Analisando o campeonato acho que a Caé mostrou que é a jogadora mais importante, no momento, pra nossa seleção. Tomou as rédeas do negocio e enfrentou como gente grande os adversários.
A Kelly também se destacou, achei-a muito consistente.
Destaco ainda Karla, Mamá, Claudinha (sempre ponderada, segura)
As novatas destaco Fran e Natália, mostraram que podem ajudar muito.
Decepcionado com Grazi, perderá facilmente a vaga pra Erika.
Achei preocupante também a atuação da Ega, sem brilho algum.
Chuca mostra que é jogadora caseira, infelizmente, assim como a Jaqueline, pouquissimo utilizada.
E a 8 espero sinceramente que mude a sua filosofia de vida, de trabalho e que esfrie a cabeça e volte.

Rogério disse...

Anonimo :
Chuca, jogadora caseira ??? como assim ??? ela entrou bem nos jogos, foi ótima contra Bielorrussia e Cuba. Por que ? Pra falr bem a verdade, gostei de todas nessa seleção. O problema é que estamos falando de olimpiadas...então não dá pra levar jogadora só na amizade. Então, dessa seleção, eu descartaria a Jaqueline e a Grazi. Volatria com a Erika e com a Karen e traria mais um reforço, que, na minha opinião, poderia ser Silvinha Luz ou Adrianinha ( apesar que a Adrianinha não merecia. Digo não merecia porque até agora ela não deixou claro porque não foi ao pré-olimpico. )

MeninoBionico disse...

oi pessoal, oi Bert...
Chuca foi a substituta natural da Janeth em Santo Andre e cumpriu muito bem seu trabalho. Eficiente, fria, e equilibrada. Talvez falte um brilho para virar estrela, mas eh efetiva. Contra Cuba, entrou fria e deu vários passes errados, mas compensa pq faz cestas, não erra tanto qunato Iziane. Falta nesta seleção referencias em todas posições. Enquanto nas anteriores tinha a preocupação em marcar a Janeth, ou Helen e/ou Alessandra, nesta fica tudo igual. Quem sabe os últimos não serão os primeiros?