segunda-feira, 24 de julho de 2017

Clarissa se apresenta à seleção ainda sem condições para treinos



A pivô Clarissa dos Santos foi a novidade da Seleção Brasileira Adulta Feminina, nesta segunda-feira (dia 24), no reinício dos treinamentos no ginásio João do Pulo, em Pindamonhangaba (SP), visando a ‘Copa América – 2017 (FIBA Women’s AmeriCup – 2017)’, que ocorre de 06 a 13 de agosto, em Buenos Aires, na Argentina.

À experiente atleta, de 29 anos e 1m84, no entanto, não irá direto para a quadra, antes dará sequência ao trabalho de recuperação de uma contusão sofrida no final da última temporada. “A Clarissa se apresentou agora, mas já vinha sendo acompanhada pelo departamento médico da CBB há mais de 30 dias, devido à inflamação no joelho direito e na perna esquerda”, explicou o médico Paulo Roberto Szeles.

“Essa fase final de recuperação ainda vai durar alguns dias, com a jogadora seguindo entregue ao departamento médico e realizando uma rotina diária de fisioterapia. Ela tem evoluído bem, já que mostrou enorme dedicação na recuperação e isso me deixa confiante de vê-la jogando a Copa América”, complementou Szeles, salientando que a colega Lenita Glass examinou a atleta e constatou esse quadro evolutivo.

Para o técnico Carlos Lima, a pivô Clarissa é uma grande atleta, que vai qualificar ainda mais o elenco brasileiro. “Trata-se de uma jogadora de enorme qualidade, que vai nos ajudar bastante, somando com o nosso grupo. A expectativa é que ela se recupere bem e possa trabalhar com o restante das jogadoras o mais breve possível”, relatou.

“Estamos muito felizes com a chegada da Clarissa, já que sabemos da importância dela dentro do grupo. Iremos fazer tudo que estiver ao nosso alcance para que ela possa se recuperar totalmente para estar em quadra, defendendo o Brasil nessa importante competição”, completou Adriana Santos, supervisora do departamento feminino.

Já Clarissa, está confiante na sua recuperação. “Estou muito feliz, pois é sempre bom estar participando da Seleção Brasileira, entretanto, a minha caminhada está sendo um pouco diferente, já que estou focada na reabilitação. Conversei com a comissão técnica e com o departamento médico para saber como as coisas estão evoluindo, mas é pensar em um dia de cada vez para saber o que vai acontecer no final”, relatou a pivô, que defenderá nessa temporada o Sopron Basket (Hungria).

5 comentários:

Antonio Neto Vieira disse...

Que a recuperação aconteça o mais rápido possível. Peça fundamental nesse elenco para a conquista da vaga ao Mundial.

Érico disse...

Final do Mundial Militar de 2016.
Brazil vs USA Championship Game:
https://www.youtube.com/watch?v=EZl9pM-itqs

Anônimo disse...

nunca fez falta.....não é agora que fará......

Anônimo disse...

Só falta Damiris ! Tomara que venha



Clarissa e Kelly
Damiris Leticia e Êga ( Essa última tem um bom arremesso de três , Gil não tem só por isso )

Anônimo disse...

Clarissa mancando é a melhor atleta brasileira de basquete. Sem mais.