segunda-feira, 13 de junho de 2016

Quatro anos depois, Damiris volta a ser ala para uma Olimpíada

Concentrada na cidade paulista de Campinas, a Seleção Brasileira Adulta Feminina inicia, nesta segunda-feira (dia 13), a terceira semana de preparação para os 31º Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, de 6 a 21 de agosto. A equipe comandada pelo técnico Antonio Carlos Barbosa encerrou a última semana com um jogo-treino contra a equipe Sub-19 masculina de Valinhos (SP). Na disputa de três períodos de 15 minutos, as brasileiras saíram com a vitória por 86 a 73. Com mais três amistosos programados contra equipes masculinas Sub-17, o treinador acredita que os jogos serão importantes para tirar a equipe da rotina de preparação.

“É sempre bom sair da rotina de treinamentos e fazer jogos amistosos contra equipes masculinas. Realizamos esse primeiro contra um time Sub-19 por ser sempre mais difícil, pois são homens maiores, com mais envergadura e que saltam mais. Foi um ótimo jogo-treino, que contou com público e arbitragem oficial. Todas as jogadoras entraram em quadra, com exceção da Isabela Ramona que ainda está se recuperando de cirurgia. Formamos praticamente três equipes que entraram nos três tempos. As grandes surpresas foram a volta da Adrianinha, que voltou muito bem, e a presença da Damiris já assumindo e se adaptando a uma função nova, que é a posição 3 (ala). Na minha avaliação foi bem positivo”, explicou Barbosa.

Nesta terça-feira (14), às 17h30 de Brasília, o Brasil irá enfrentar a equipe Sub-17 do Nosso Clube, em Limeira (SP). No dia 21, a Seleção joga contra o Sub-17 masculino do Jundiaí Basquete, no ginásio do Clube São João, em Jundiaí. Os amistosos contra as equipes masculinas serão finalizados contra o Sub-17 do Campinas Basquete Clube, no Tênis Clube de Campinas (TCC).

“Faremos essas três partidas na casa dos adversários. Essa saída também é importante porque você mostra a Seleção Brasileira na região que está treinando. São situações boas na divulgação do basquete feminino. Além disso, mesmo que as equipes tenham um nível técnico inferior às seleções internacionais que enfrentaremos na Olímpiada, temos o confronto físico que é muito importante nessa fase da preparação”, concluiu o treinador.

A Seleção Brasileira realiza sua preparação em tempo integral (10h às 11h30 e 17h30 às 19h30), na Arena Concórdia (Rodovia Dr. Heitor Penteado, km 6 – Sousas), em Campinas (SP).

Brasil (29 + 18 + 39 = 86)
Patrícia (9pts), Barbara (3), Damiris (16), Karina (4), Kelly (7), Nádia (2), Gilmara (4), Joice (2), Tatiana (3), Iziane (4), Adrianinha (3), Jaqueline (12), Ega (10), Palmira (5), Tainá (2). Técnico: Antonio Carlos Barbosa.

Valinhos Sub-19 (27 + 28 + 18 = 73)

6 comentários:

Anônimo disse...

tudo indica que a selecao titular sera: Adrianinha - Iziane - Damiris - Clarissa e Erika...com Joice, Nadia, Palmira com muitos minutos...

Felipe Mascarenhas disse...

Título perfeito! Agora q Damiris está mais forte fisicamente, mais confiante na posição 4, você me põe ela na posição 3, com 1 mês de treinamento, para as Olimpíadas?? Ai ai, Marta em Sydney, quem não viu vai poder ver de novo, e isso NÃO é bom!

Anônimo disse...

Vou torcer para dar certo, porque Clarissa, Erika e Damiris são as melhores atletas do Brasil, mas é complicado uma menina que joga de pivô a vida inteira (8 anos pelo menos) aprender a ser ala em dois meses. Vi mais de 50 jogos da Damiris e nunca a vi batendo bola de frente para a cesta, driblando no um contra um. Seu arremesso de longa distância é bom para uma pivô, mas para ala é insuficiente. Mas vou torcer para que o improvável aconteça. Boa sorte.

Outro fator que complica na formação Adrianinha, Iziane, Damiris, Clarissa e Erika é o fato da Iziane não ser uma ala/armadora e sim uma ala finalizadora. Adrianinha vai ficar sobrecarregada na armação e sem ajuda nenhuma na transição.

Mas não tem como negar que essas são de longe as cinco melhores jogadoras que temos, vamos ver se funciona esse quinteto com três atletas fora de sua posição original. Vamos torcer!!!!


Anônimo disse...

É uma boa opção já que temos pivos muito boas. Mas ela tem que emagrecer, ficar mais rapida, olhem as fotos do mundial sub-19 e agora. Ganhou muito peso, e não é massa muscular, é banha.

Anônimo disse...

Essa é uma estratégia para levar a Kelli.Hoje todas as seleções fazem uma defesa muito forte.Quero ver conseguir jogar com a Damiris de 3.

Anônimo disse...

Com Damiris de três, a Gil seria ainda mais útil que a Kelly. Levar quatro pivôs 5 (Erika, Nádia, Kelly e Clarissa) e ficar sem nenhuma pivô 4 de ofício é inexplicável. Damiris vai estar na posição 3 e Clarissa improvisada na posição 4. Bem complicado. O problema é que o Barbosa está claramente boicotando a Gil.