segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Corinthians/Americana conquista o inédito título da Liga Sul-Americana Feminina de Clubes


O Corinthians/Americana sagrou-se campeã da primeira edição da Liga Sul-americana Feminina de Clubes – 2015 ao derrotar a equatoriana Universidad Tecnológica Equinoccial (UTE), neste domingo (27 de setembro), por 70 a 60 (23 a 28 no primeiro tempo), em duelo final, realizado no ginásio Irene Velásquez, na cidade de Puente Alto, no Chile.
Um segundo tempo muito bom levou o representante brasileiro ao inédito título – 23 a 14 (terceiro quarto) e 24 a 18 (quarto final). Nos dois períodos finais, a equipe comandada pelo técnico Antônio Carlos Vendramini cresceu de produção e passou a comandar o marcador, com excelentes performances da pivô Damiris do Amaral (eleita a jogadora mais valiosa/MVP do campeonato) e da ala/armadora Karla Costa, mas com as demais atletas aparecendo muito bem em lances importantes do jogo.
No começo, a equipe do Equador esteve melhor – 09 a 09 (primeiro quarto) e 14 a 19 (segundo quarto).
Os principais nomes da partida final foram Damiris do Amaral (30 pontos, 08 rebotes, 01 assistência e 01 bola recuperada) e Karla Costa (14 pontos, 08 rebotes, 03 assistências e 01 bola recuperada), pelo time de Americana; as brasileiras Nádia Colhado (22 pontos, 12 rebotes, 02 assistências e 03 bloqueios) e Iziane Castro (18 pontos, 08 rebotes e 05 assistências), em favor da equipe equatoriana.
“Superamos todas as adversidades e garantimos a conquista do título para alegrar o nosso torcedor. Entramos em quadra para dar o sangue, pois muito não acreditavam na nossa equipe, por não estarmos com o entrosamento ideal, mas nesse time perdura a amizade e a força de vontade”, complementa a ala/armadora Karla Costa.
“A equipe está de parabéns, que saiu de uma situação difícil e sagrou-se campeã, pois nós somos uma equipe campeã”, comenta o técnico Antônio Carlos Vendramini.
O próximo desafio do Corinthians/Americana será a disputa do Campeonato Paulista Feminino da Série A-1 – 2015.

8 comentários:

Anônimo disse...

Como é q perde?

O treinado do time equatoriano é DOENTE.

Nunca tinha visto em minha vida um jogo terminar com as 5 titulares jogando 40min
Ele ñ fez 1 substituição sequer. No ultimo quarto TODAS jogadoras cansadas/mortas em quadra..., era óbvio q iriam tomar virada.

Outra coisa. Somente 3 jogadoras: Iziane, Nádia e a americana pontuaram?
Como pode vence dessa forma?

Parabéns ao Americana!

Anônimo disse...

Tomara que as quatro (Damiris, Nadia, Karla e Iziane) possam jogar as Olimpíadas do Rio nesse nível, com esses números. A seleção brasileira precisa de performances como essas.

Anônimo disse...

Legal ver uma postagem sobre basquete feminino com mais de 57.000 curtidas, 5.000 compartilhamentos e 580 comentários. Só o número de curtidas na postagem do título sul-americano é 10 vezes maior que a página da LBF tem de seguidores. O Corinthians realmente é um fenômeno, não há como negar.

https://www.facebook.com/corinthians

Anônimo disse...

xupaaa cornetas.........meu Americana continua sendo campeão!!!!!

ahahahahahahahahahah

Anônimo disse...

E a Nadia melhor pivo do Brasil? Vice de novo? Kkkkkkkkkkk cada piada que a gente le nesse blog so rindo mesmo.

Anônimo disse...

So pq ganharam o primeiro jogo falaram q a Nadia era a melhor pivo. O q aconteceu???
Damiris passou o trator. Kkkkk
Tem q ganhar na hora certa

"Nadia" a declarar

Anônimo disse...

Damiris e Nádia jogaram como nunca tinha ouvido falar antes, em nenhum outro torneio. Nádia média de 21,5 pontos e 12 rebotes por jogo e Damiris média de 24,5 pontos por jogo. Que continuem assim. O Brasil vai precisar muito delas em 2016.

Elian Conceição Luz disse...

Calma gente, Damires e Nadia nem dispultam a mesma posição.